imagem de topo do blog A Nossa Opinião; MAI - Liberdade e Segurança; 'Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e ideias por qualquer meio de expressão'.(artigo 19.º da Declaração Universal dos Direitos Humanos). [ imagem produzida pelos Gráficos à Lapa para este blog do MAI, A Nossa Opinião ]

Main menu:

13 March 2009

“ É claramente positivo o  balanço dos protocolos assinados entre o MAI e empresas de segurança privadas, uma vez que   permitiu  integrar no Programa Abastecimento Seguro mais 1000 postos  de venda de combustíveis.

O programa já abrangia 263 postos de abastecimento ( ligados directamente às centrais de alarme das forças de segurança), indicados pelas 2 Associações do sector (Apetro e Anarec), que têm colaborado e participado activamente neste projecto.

Em reunião realizada no  dia 9 de Março com as   9 empresas aderentes, pude confirmar os  progressos na ligação de centrais de alarme privadas à central das forças de segurança através da compatibilização dos programas informáticos e definição de procedimentos.

A reunião fez o balanço da integração destas empresas e associações no PAS, permitiu uma boa  troca de experiências e opiniões e tomou decisões para aprofundamento da sua integração no Programa e a melhoria do seu funcionamento.

Entre outros aspectos reafirmou-se  aposta na pluralidade de formas de segurança (combinando a instalação de alarmes, como o uso de videovigilância, formação dos trabalhadores,  protecção dos montantes transaccionados) e acordou-se na utilização de uma plataforma informática de acesso restrito aos elementos do programa que centralize todas as informações úteis de interesse comum, avisos, experiências e as faculte a todos.

Os protocolos cuja execução continua têm múltiplos objectivos e visam criar sinergias, associando a capacidade de intervenção rápida das Forças de Segurança e a larga experiência das empresas de segurança privada.

Neste quadro, o  Programa Abastecimento Seguro  assegura:

  • a interoperabilidade de sofisticados meios tecnológicos de vigilância já em utilização por essas empresas, incluindo a videovigilância;
  • circuitos fechados de TV com transmissão de imagem em tempo real;
  • sistemas de detecção de intrusão e monitorização de outros sistemas de telemetria;
  • a circulação de informação relevante e privilegiada;
  • a rápida resposta das forças de segurança.

Continuarão também a ser usadas medidas preventivas minimizadoras das oportunidades de assalto, tais como:

  • restrição drástica de dinheiro nos postos;
  • precauções para a sua guarda e transporte;
  • desmaterialização dos processos de pagamento.

Um DVD sobre boas práticas da segurança dos PAC’s, recentemente produzido pela APETRO e coordenado pelo Gabinete de Segurança Interna, começará  agora a ser distribuído.

O  aprofundamento da parceria de segurança estabelecida   permitirá, por certo, novos desenvolvimentos do Programa, cuja importância é reconhecida por todos os participantes.

Relembro o que foi prometido:


JM

how to transfer prescriptions