imagem de topo do blog A Nossa Opinião; MAI - Liberdade e Segurança; 'Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e ideias por qualquer meio de expressão'.(artigo 19.º da Declaração Universal dos Direitos Humanos). [ imagem produzida pelos Gráficos à Lapa para este blog do MAI, A Nossa Opinião ]

Main menu:

A WEB 2.0 AO SERVIÇO DA INFORMAÇÃO PÚBLICA

21 January 2009

Quem se dedica à publicação de informação sobre a actividade da Administração Pública tem o dever de olhar atentamente para as novidades nessa área. Por isso mesmo merece destaque e dá que pensar o facto de o  portal  USA.gov (da General Services Administration) ter  decidido passar a usar  três novas ferramentas da Web 2.0 : um serviço de agregação de notícias, uma colecção de  gadgets e widgets, e uma  nova técnica de representação visual das pesquisas mais frequentes no portal.

usagov

O agregador de notícias (Government News Aggregator) permite aos assinantes do serviço gratuito  receber notícias e informações de todo o governo federal, entregues através de feeds  gerados com recurso à Really Simple Syndication (RSS).  O portal USA.gov  fez para esse efeito uma  parceria com a empresa especializada NewsGator.Desde o seu lançamento que o blog do MAI recorre À RSS.

O segundo instrumento é uma colecção de gadgets e widgets(Government Gadget Gallery), organizados tematicamente para poderem  ser incorporados em páginas personalizadas, blogs e  sites. Exemplos de gadgets: a  lista de pessoas procuradas e  pessoas desaparecidas (disponibilizada pelo FBI) e  o sistema de informação sobre medicamentos (mantido pela Food and Drug Administration).

A USA.gov Word Cloud é uma representação visual do top 75  das pesquisas mais populares no portal.  A representação gráfica permite visualizar  as  palavras-chave   mais pesquisadas .
Todas estas ferramentas são de fácil adopção e permitem o acesso às informações sem ter de curar de saber em que  sites institucionais elas residem.Uma vez criadas, podem ser reutilizadas e disseminadas livremente. Num contexto de limitações orçamentais, o uso deste tipo de ferramentas alarga enormemente as possibilidades de acção de quem tem o dever de prestar informação aos cidadãos.

how to transfer prescriptions