imagem de topo do blog A Nossa Opinião; MAI - Liberdade e Segurança; 'Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e ideias por qualquer meio de expressão'.(artigo 19.º da Declaração Universal dos Direitos Humanos). [ imagem produzida pelos Gráficos à Lapa para este blog do MAI, A Nossa Opinião ]

Main menu:

O DRAMA DOS REFUGIADOS NO GOOGLE EARTH

15 April 2008

É de saudar com entusiasmo a recente parceria  entre o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados e o Google, para utilização das potencialidades da geolocalização na divulgação pública de dramáticas situações para as quais o ACNUR vem chamando a atenção por meios tradicionais.

Se é certo que 350 milhões de utilizadores já utilizam o software do Google Earth para seleccionar destinos de férias ou estudar geografia, então a inclusão de informação sobre  campos de refugiados em diversos pontos do mundo representa uma assinalável inovação, cujas implicações estão por apurar.

Sendo desigual a resolução das imagens disponibilizadas, o compromisso de captar e divulgar informação em alta resolução sobre zonas onde ocorrem dramas humanitários virá  aumentar o grau de exposição pública dos dramas humanitários e oferecer à ONU uma ferramenta adicional para mobilizar a opinião pública e a solidariedade para com as vítimas.

“Tudo o que fazemos pelos refugiados nos campos à volta do mundo como o Darfur, Iraque ou Colômbia vai tornar-se mais visível”, comentou  de forma certeira Craig Johnstone, do alto comissariado para os refugiados das NU.

Muito elucidativo, este pequeno filme  (para cujo visionamento é necessário o software realplayer), que testemunha o lançamento da iniciativa, que veio somar-se a outras que igualmente testemunham o poder das novas  tecnologias ao serviço de boas causas.Amplia-se,desta forma, a pioneira experiência anteriormente feita para denunciar a catástrofe de Darfur, sempre com elevado sentido prático e desafiando à intervenção cívica.

Insubstituível e inteiramente recomendável é a experiência de viajar pelos locais cuja inserção no Google Earth já está garantida.Verifica-se uma interessante e promissora combinação entre a geolocalização e a hábil inserção de hiperligações para fichas de análise e mesmo videos arquivados no YouTube, misturando muito criativamente diversas fontes de informação. Também não é esquecida a inserção de pedidos de donativos. O ACNUR entrou decididamente na  era da Web 2.0, o que representa um excelente exemplo para todos os  que estão empenhados na combate em prol dos direitos dos refugiados.

José Magalhães

how to transfer prescriptions