imagem de topo do blog A Nossa Opinião; MAI - Liberdade e Segurança; 'Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e ideias por qualquer meio de expressão'.(artigo 19.º da Declaração Universal dos Direitos Humanos). [ imagem produzida pelos Gráficos à Lapa para este blog do MAI, A Nossa Opinião ]

Main menu:

Videovigilância no Algarve

22 February 2008

O SEAAI, Dr. José Magalhães, reuniu ontem, no Governo Civil de Faro, com a Senhora Governadora Civil Isilda Varges Gomes, os presidentes das câmaras de Faro, José Apolinário, de Loulé, Seruca Emídio e de Albufeira, Desidério Silva e com os respectivos comandantes das Forças de Segurança, PSP e GNR para uma análise dos problemas relacionados com a videovigilância e para uma resposta pronta e eficaz por parte do MAI aos desejos daquelas câmaras municipais de introduzir estes meios tecnológicos ao serviço da segurança dos cidadãos.

Trata-se de colocar aos serviço das populações, particularmente em locais mais problemáticos, de meios modernos e eficazes – a videovigilância – que não constituem, como por vezes se receia, um passo no sentido do controlo da vida dos cidadãos – o “Big Brother” – mas antes garantem mais liberdade porque asseguram mais segurança.

As imagens recolhidas estão submetidas a um procedimento garantístico muito apertado que acautelam  aqueles receios. Receios que se manifestam relativamente à videovigilância em áreas públicas como por exemplo ruas ou praças de grande movimento ou comércio, similares afinal aos grandes centros comerciais onde ela se banalizou e relativamente à qual se dissiparam aqueles receios.

“A videovigilância não é uma panaceia, nem substitui o policiamento de proximidade – sublinhou o SEAAI, Dr. José Magalhães – antes é um instrumento e poderoso, se bem utilizado, que complementa aquele. Tem também a virtualidade de não absorver meios humanos que obriguem a retirar da rua agentes de segurança.”

A reunião que se revelou muito produtiva pela troca de informações e o debate vivo em torno dos problemas com que estes municípios se defrontam, particularmente no verão, quando o turismo multiplica  por 3, 4 ou 5 vezes a população local.

A comunicação social, deu uma importante cobertura ao evento quer a nacional, como por exemplo a RTP ou o Diário de Notícias quer a local, como o Barlavento Online.

how to transfer prescriptions